Operação prende cinco vereadores em Correntina na Bahia por pedido de propina a prefeito

vemvercidade 26 Out, 2017 13:43 - Atualizado em 26 Out, 2017 13:45

Uma operação do Ministério Público da Bahia (MP-BA) prendeu, na manhã desta quinta-feira (26), cinco vereadores do município de Correntina, no oeste baiano, entre eles, o presidente da Casa, Wesley Campos Aguiar, conhecido como Maradona.

Segundo o órgão, os detidos são investigados por formação de organização criminosa suspeita de fraudar processos licitatórios e contratos na prefeitura, desviar verbas públicas mediante pagamento de gratificações indevidas a servidores e realizar exigências ilícitas ao prefeito, inclusive entrega de propina de R$ 50 mil para alguns vereadores em troca da aprovação de projetos de lei.

Foram cumpridos quatro mandados de prisão preventiva, quatro de prisão temporária e três de condução coercitiva expedidos pela Vara dos Feitos Relativos a Delitos Praticados por Organizações Criminosas de Salvador. A operação foi batizada de “Último Tango”.




Noticias relacionadas