Ex-presidente da Odebrecht revela ‘milhões em espécie’ para Serra

vemvercidade 09 Jan, 2018 19:28 - Atualizado em 09 Jan, 2018 19:45
Em resposta, o senador negou que tenha recebido qualquer tipo de vantagem indevida.
Reprodução Em resposta, o senador negou que tenha recebido qualquer tipo de vantagem indevida.

O ex-presidente da Odebrecht e delator na Operação Lava Jato Pedro Novis detalhou que o senador José Serra (PSDB-SP) recebeu para si ou solicitou para o partido R$ 52,4 milhões entre 2002 e 2012.

As declarações foram feitas em depoimento à Polícia Federal, em junho do ano passado. A informação foi divulgada nesta terça-feira (9) pelo site Valor Econômico. Pedro Novis relatou que teve contato com o tucano ainda na década de 1980, mas, somente em 2002, Serra solicitou os repasses.

"Este pedido ocorreu pessoalmente no escritório ou na casa de José Serra; que sempre encontra sozinho com José Serra, em encontros agendados através da secretária pessoal dele", contou o executivo.

"Os recursos repassados a José Serra em 2002 provavelmente foram originados das operações da CNO no Brasil; que não sabem que foi o responsável por operacionalizar os recebimentos dos recursos na campanha de José Serra no ano de 2002”, declarou o ex-presidente da Odebrecht.

Em resposta, o senador negou que tenha recebido qualquer tipo de vantagem indevida.




Noticias relacionadas