PF deflagra operação contra laranjal do PSL em Minas Gerais

vemvercidade 29 Abr, 2019 09:29 - Atualizado em 29 Abr, 2019 09:31
Foram cumpridos sete mandados judiciais de busca e apreensão, todos expedidos pela 26ª Zona Eleitoral de Belo Horizonte
Reprodução Foram cumpridos sete mandados judiciais de busca e apreensão, todos expedidos pela 26ª Zona Eleitoral de Belo Horizonte

A Polícia Federal deflagrou na manhã de hoje (29) a Operação "Sufrágio Ostentação", para esclarecer suspeita de irregularidade na aplicação de recursos referentes a campanhas eleitorais femininas do PSL, partido do presidente Jair Bolsonaro, em Minas Gerais.

De acordo com a PF, foram cumpridos sete mandados judiciais de busca e apreensão, todos expedidos pela 26ª Zona Eleitoral de Belo Horizonte, sendo dois na capital, dois em Contagem-MG, um em Coronel Fabriciano-MG, um em Ipatinga-MG e um em Lagoa Santa-MG. A sede do partido, na Rua Inconfidentes, na Região Centro-Sul da capital mineira, é um dos endereços das buscas, além de uma gráfica no bairro Ipanema, na Região Noroeste.

Ministro do Turismo e ex-presidente do PSL de Minas, Marcelo Álvaro Antonio é investigado pela PF no escândalo que ficou conhecido como o "laranjal do PSL", onde é acusado de ter patrocinado um esquema de candidaturas laranjas para destinar verbas públicas de campanha a empresas ligadas a seus parentes e assessores.